Arquivo da Categoria: "Servidor do Mês"

Elenice Maria Lopes: exemplo de servidora

DSC_0001

Com uma rotina diferente de muitos trabalhadores, Elenice Maria de Moraes Lopes, diretora da creche municipal Padre Armando Cavallo, no bairro 1º de Março, pode ser considerada um exemplo de servidora pública. Sua rotina diária começa às 4h30 e termina depois das 23 horas para dar conta de todos os afazeres.

 

A servidora mora no bairro Voluntários da Pátria, região do Pedra 90, e todos os dias precisa atravessar a cidade para chegar até o trabalho, no  bairro 1º de Março, são quase 24 quilômetros de distância percorridos todos os dias. Mas isso não é problema para a servidora, que afirma ter prazer naquilo que faz. (mais…)

Fernando Benedito Gomes: o servidor super pai

IMG_8211

Servidor, marido e pai descrevem um pouco sobre o perfil de Fernando Benedito Ferreira Gomes, de 51 anos. Ele se orgulha em dizer que ama o que faz e se aposentar é um processo natural da vida.

 

Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Benedito é servidor da Prefeitura de Cuiabá há 28 anos e atualmente está lotado na Secretaria Municipal de Gestão, como gerente de desligamento pessoal. Apesar de não ser uma missão muito fácil, ele garante que conta com a amizade e incentivo dos colegas de trabalho. (mais…)

João Batista da Fonseca: o chefe bom companheiro

DSC_0058

Com 35 anos dedicados ao serviço público, o engenheiro sanitarista e professor de matemática aposentado, João Batista da Fonseca, 60, é considerado pelos colegas de trabalho uma pessoa, extrovertida, paciente e, principalmente, companheira. O servidor atua como diretor de projetos da Secretaria de Cidades e segundo ele é possível ser chefe e amigo ao mesmo.

 

“Em cada lugar que passo aprendo muito. Tenho comigo a ideia de que no serviço público tem que exigir, mas não necessariamente pegar no pé. Com isso as pessoas se animam e produzem mais no dia-a-dia” disse.

 

No currículo ele ainda traz experiências adquiridas nos cargos de fiscal de obras públicas, coordenador de tapa-buracos e coordenador administrativo e financeiro, na Secretaria de Obras. Na Secretaria de Serviços Urbanos, João atuou na coordenação da coleta de lixo, por quatro anos.

 

Como professor, lecionou até o ano de 2010. Para ele, a sala de aula foi essencial para que se tornasse uma pessoa mais tranquila. “Dar aula foi um verdadeiro desafio. Depois de três anos longe das turmas, sinto uma diferença grande na forma de levar a vida. Sinto falta, mas mudar é um ciclo natural na vida da gente”.

 

Mesmo prestes a se aposentar ele não tem pressa para que isso aconteça. “Ainda pretendo trabalhar mais uns 20 anos”. Entre um projeto e outro envolvendo construção de casas habitacionais, João se diz orgulhoso de poder ajudar as pessoas.
“Ver o sorriso no rosto das famílias carentes quando recebem as casas e saber que fizemos parte do processo é gratificante”.

 

Casado, pai de três filhos e avô, o servidor conta que a maior lição que pretende deixar é a honestidade. “Busco dar exemplo em termos de ser honesto e cumpridor dos deveres. Hoje meus filhos estão todos formados e nunca os pressionei sobre o que queriam fazer da vida, mas graças a Deus, deu certo”, concluiu.

 

Fonte: Evelyn Ribeiro/Secretaria de Comunicação

Fotos: Michel Alvim

 

Rosália:Exemplo de determinação e dedicação ao próximo

IMG_5828

À primeira vista, uma pessoa séria e de poucas palavras. Mas uns minutinhos de conversa e a frase “Fazer o bem, sem olhar a quem” começa a fazer sentido como uma das características de Rosália Ferreira do Nascimento, 49, mais conhecida como “Ro”.

 

Servidora efetiva da Prefeitura de Cuiabá desde 2009 e prestes a se aposentar, afastar-se das inúmeras atividades que desempenha não faz parte de seus planos. Querida entre os colegas do trabalho, a servidora é conhecida por conseguir fazer várias coisas ao mesmo tempo e não ficar parada, nem quando está doente.

 

Pedagoga há 27 anos, mãe, irmã, avó, amiga, assistente jurídica e mulher batalhadora, a professora conta que passou por dificuldades, iniciou os estudos no quintal de casa, teve diversos problemas de saúde, mas que hoje se orgulha por ter se formado e poder ajudar as pessoas, sem pedir nada em troca.

 

“Não faço por reconhecimento, mas porque me sinto bem em ajudar, é da minha natureza. As pessoas ficam presas à ideia de querer para si, não somos uma ilha e o trabalho em conjunto faz muita diferença em todos os momentos da nossa vida”, disse.

 

Nos corredores da Biblioteca Municipal Manoel Cavalcante de Proença, localizada na Secretaria Municipal de Cultura, os servidores já se acostumaram a o ouvir “Vamos aprender”, dito pela “Xerife” Rosália todos os dias, como forma de estimular os colegas a desempenhar outras funções no prédio para colocar tudo em ordem.

 

“Quando vim para cá, todos os livros estavam no chão e fico feliz em saber que mudamos a história da biblioteca e que, neste ano, os livros serão levados para um espaço melhor”.

 

Além de cuidar dos leitores, ela também se dedica ao trabalho social – e costuma doar livros para os reeducandos que cumprem pena nos presídios de Cuiabá. A servidora também já atuou como diretora de escola e diretora de gestão de pessoas.

 

“A informação é para todos. Desde pequena sempre gostei de ler e catalogar tudo. Se depender de mim, não paro nunca”.

 

Para quem passa por dificuldades e reclama da vida, Rosália deixa um recado: “Não desanime nunca. É muito bom acreditarmos que haverá um amanhã melhor e que a vida vale a pena”, concluiu.

 

Os livros da Biblioteca Municipal Manoel Cavalcante de Proença estão sendo catalogados através de sistema digital e transferidos para um outro espaço, amplo e climatizado, na Secretaria de Cultura. Cerca de 320 pessoas por mês passam pelo local para emprestar os livros, disponibilizados gratuitamente. A reinauguração deve ocorrer ainda neste mês de abril.

 

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS 

 

Fonte:Evelyn Ribeiro/Secretaria de Comunicação

Fotos: Luiz Alves

 

Paulo Roberto dos Santos: simplicidade e talento especial

DSC_0022Um homem simples, humilde e de sorriso fácil conquistado aos poucos claro, mas muito ele tem a ensinar. Querido entre os colegas de trabalho, Paulo Roberto dos Santos, mais conhecido como “Paulinho Chimboré”, “Chimba”, ou somente filho do Mestre Caetano como se orgulha em dizer, é um servidor exemplar e um ser humano com um talento especial.

 

Um dos mais animados do setor de fiscalização de terrenos baldios, “Chimboré”, cujo significado é uma espécie de peixe, brinca que não teme as piadas feitas com o apelido que ganhou de um vizinho durante uma pescaria.

(mais…)

Rafael da Cruz: servidor apaixonado pela cuiabanania

100_0321

Com apenas 30 anos, formado em Administração e Direito pela UFMT e pós-graduado em Gestão Pública pela FAUC, Rafael da Cruz Mestre é funcionário público da prefeitura de Cuiabá desde setembro de 2002. Ele é agente de regulação e fiscalização e está lotado na Secretaria de Meio Ambiente de Cuiabá.

 

Muitos são os que se declaram apaixonados por Cuiabá, nativos ou não, porém poucos ainda são os que conseguem documentar tal sentimento em uma obra literária, e menos ainda os que o fazem com qualidade e harmonia no traço. Rafael é um desses apaixonados por Cuiabá, de onde buscou inspiração para escrever seu primeiro livro de contos Cuiabanos, – “Mania de Cuiabania”, lançado em 2011 pela Defanti. (mais…)

Bertúlio: simpatia do térreo ao sétimo andar

bertulho 0009

“Térreo. Atenção, não empurre, saída à esquerda”. No comando do elevador, seu Bertúlio instrui os passageiros para que todos cheguem ao seu destino. A maioria deles já entra no elevador e nem precisa falar para qual andar vão: o ascensorista já sabe o destino de praticamente todos os servidores do Alencastro.

 

Antônio Bertúlio da Silva, 44 anos, largado, ninguém quer – brinca ao informar sua idade. Não tem filhos, mas o coração é grande. Além da atenção que presta aos colegas servidores, seu Bertúlio – como é mais conhecido – procura ajudar os contribuintes que não conhecem o Alencastro e acabam se perdendo pelos corredores e elevadores. (mais…)

Maria do Socorro: dedicação à educação infantil e amor às crianças

 

DSC_0562

 

“Não me sinto só um educadora, mas também um pouco de mãe, pai, e até mesmo psicóloga de cada uma dessas crianças.O nosso papel aqui é cuidar, proteger e dar apoio a elas”, é dessa forma que a Técnico em Desenvolvimento Infantil (TDI) Maria do Socorro Versiane, 47 anos, se refere às 48 crianças da educação infantil que ela atende na creche Professor Aecim Tocantins, no bairro Parque Atalaia.

 

Há 11 anos trabalhando como efetiva da Secretaria de Educação – completados no dia 2 de maio – sempre na mesma creche, Maria do Socorro diz que se considera parte da família dessas crianças.

(mais…)